segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Ovos e colesterol?

Durante muitos anos, os ovos e alimentos ricos em colesterol alimentar (essencialmente de origem animal), foram considerados os vilões e responsáveis por análises com nota negativa nestes parâmetros e por aumentar o risco de doença cardíaca coronária. A alimentação é um hábito complexo, com muitas variáveis, é muitas vezes difícil chegar a algumas conclusões.
Um recente estudo, mostra que o consumo de de colesterol alimentar (520mg), ou o equivalente a um ovo por dia, não aumenta o risco de desenvolver doença cardíaca coronária nem maus resultados nas análises para quem já tem tendência genética de uma mau metabolismo do colesterol.
Ter uma alimentação saudável e equilibrada é fundamental para minimizar estes problemas que são evitáveis. Não se esqueça de ingerir pelo menos 5 porções de frutas e vegetais (400g) e preferir cereais integrais e pratique uma actividade física, nem que seja uma caminhada de 30 minutos.